quinta-feira, 15 de julho de 2010

O vendedor de tapetes

Musad Algibar ganhou muito dinheiro vendendo tapetes e criando camelos. Tanto dinheiro que um dia decidiu tirar umas férias e finalmente conhecer o Índico.

Chegando a Dar Es Salaam, decidiu passear pelo comércio local e acabou encontrando uma pequena livraria. Era uma só desordem e um livro de camelos acabou entre os romances traduzidos de Saramago. A capa era bonita e o preço baixo, então ele o levou, mesmo não sabendo do que se tratava e duvidando que os ingleses soubessem algo sobre camelos. O pequeno Arif já sabia inglês e traduziria!

O livro não era sobre camelos, evidentemente, mas era deveras útil. Com pouco esfoço, Arif começou a criar dezenas de desenhos novos para tapetes com motivos matemáticos no computador de casa. O primeiro veio da simples x2+y2:



Será que a subtração produziria algo menos curvilíneo (para não atormentar os tecelões)?





Tentanto maiores potências, Arif descobriu que x4+y4 produz algo bastante tradicional, mas x5+y5 produz um desenho realmente moderno!





Finalmente, ao tentar sin(x)5+cos(x)5, um projeto surpreendente surgiu. Um psicoteste!




Que mensagem estará Alá a nos passar?

Nenhum comentário: