terça-feira, 2 de março de 2010

Papel Timbrado

O Salariômetro rende informações interessantes. Seguindo a recente polêmica sobre o fim da exigência de diploma para os jornalistas, resolvi descobrir qual o impacto que o ensino superior tem nos salários. Todos os dados abaixo são do Rio Grande do Sul.

Comecei com os analistas de sistemas:
  • Primeiro grau - R$1.325 (duas contratações);
  • Segundo grau - R$1.627 (74 contratacões);
  • Superior completo - R$2.703 (721 contratações).
Para quem tem diploma, parece que a probabilidade de ser contratado é consideravelmente maior, assim como o salário. Os dados indicam as contratações por CLT dos últimos 6 meses.

Para os jornalistas, não há cadastro de contratações de pessoas sem diploma. Acho que a revogação da exigência ainda não teve efeito. A média salarial dos 103 jornalistas contratados foi de R$1.343.

Resolvi estender a comparação a outras profissões com exigência de curso superior:
  • Advogado - R$1.953 (203 contratações);
  • Arquiteto - R$2.647 (66 contratações);
  • Engenheiro Agrônomo - R$3.073 (95 contratações);
  • Engenheiro Civil - R$3.541 (211 contratações);
  • Engenheiro Mecânico Automotivo - R$2.868 (10 contratações);
  • Engenheiro Eletricista- R$3.398 (56 contratações);
  • Médico Clínico - R$3.042 (566 contratações);
  • Contador - R$2.228 (299 contratações);
  • Economista - R$5.630 (6 contratações);
  • Farmacêutico - R$1.301 (1.062 contratações).
Quanto ganhará um engenheiro economista?

Então, tudo indica que os analistas de sistemas não perdem muito em não terem uma carreira formalizada. E o que perdem em salário em relação a algumas poucas outras profissões, ganham em número de oportunidades.

Um comentário:

Elaine disse...

Considero outras duas áreas compatíveis com a de Analista de Sistemas na questão de ofertas de vaga: área da saúde (vide farmacêutico e médico, não esquecer enfermeiro) e área de ensino (professor pode ganhar pouco, mas não faltão opções qdo há qualificação).