sábado, 16 de outubro de 2010

Benoit Mandelbrot (1924-2010)

Benoit Mandelbrot faleceu no dia 14, aos 85 anos. O trabalho dele ajudou a gastar um incontável número de ciclos por todo o mundo. Não existe uma plataforma para a qual alguém não tenha escrito um gerador de fractais e isso deve ter tido alguma influência no clima global.

Meu primeiro gerador de fractais foi copiado de uma revista, era escrito em BASIC e demorava cerca de três horas para completar uma tela de 160 x 256. Mais tarde, com Assembly, o tempo diminuiu para minutos. Como o micro suportava apenas 8 cores, para simular mais era preciso entrelaçar pontos de cores diferentes (mas isso só funciona bem em regiões homogêneas). Mais tarde, escrevi o gerador em Pascal.

A figura acima mostra a versão Assembly (para o 6502, que sequer tem instrução de multiplicação) que foi copiada da revista Acorn User. Cada imagem ocupava 20KB, mas com um pouco de compressão (usando Run-length encoding) dava para deixá-las com 8KB ou menos. O único porém é que era mais fácil carregar uma imagem descompactada: bastava carregar do disco direto para a memória mapeada para o vídeo.


Mandelbrot escreveu que "nuvens não são esferas, montanhas não são cones, costas não são círculos, árvores não são lisas e raios não andam em linha reta". Acho que ele provou também que os computadores e a matemática podem gerar muita beleza.

Nenhum comentário: