sexta-feira, 22 de abril de 2011

Realidade fantástica

Um ser humano adulto gasta algo como 100W apenas para manter-se dormindo (metabolismo basal). Esse número por si só já é impressionante, mas quando o comparamos ao sol é que algo surpreendente aparece.

O sol tem uma massa na ordem de 1030kg e uma luminosidade na ordem de 1026W. Isso significa que ele produz algo na redondeza de 10-4W/kg, enquanto os seres humanos estão mais perto de 1W/Kg.

A conclusão simples é a de que um ser humano irradia cerca de 10 mil vezes mais calor que uma massa equivalente do sol irradia.

Para nos diferenciar dos outros seres vivos, criamos muitos objetos, utilizamos veículos, iluminamos as noites e aclimatamos nossas casas. De acordo com segunda lei da termodinâmica, os sistemas fechados tendem ao equilíbrio. Isto é, as diferenças de temperatura desaparecem e o sistema torna-se homogêneo com o tempo. A vida acelera esse processo e o ser humano o industrializa!

Para criar um pouco de ordem em nossos lares, exportamos muito caos para o meio-ambiente. E como há cada vez mais gente no planeta, há cada vez menos espaço para o caos que criamos. Se os pólos estão derretendo é porque o homem está cumprindo seu papel de quebrar os gradientes e homogeneizar a temperatura no sistema (mais ou menos) fechado que é a terra.

Só precisamos agora decidir se isso nos convém.

2 comentários:

Anônimo disse...

A maior parte da energia gerada pelo Sol, me parece, é no espectro visível, então se a conta está certa acerca da luz, deve estar 70% certa acerca do total.
E a maior parte do Sol não queima, apenas uma fração do núcleo, o resto apenas se aquece com o resultado da queima.
Mesmo assim é surpreendente, a concentração do ser vivo.
E do tanque de combustível, 80 Kg de gasolina, qual seria?

Ed.Londero disse...

Catástrofe dos comuns, é algo meio inevitável.
Relaxa e goza, infelizmente.
Podemos ter alguma sorte, o modelo pior pode não se realizar.